Como eu faço para economizar na tarifa dos bancos

São dicas simples para evitar encargos que passam despercebidos na conta bancária ao longo dos anos.
Prestar atenção às tarifas bancárias é um bom começo. Dito isto porque muitos correntistas e usuários de serviços financeiros no geral acabam ignorando os encargos debitados em suas contas, ainda que as cobranças sejam feitas de maneira indevida.

Para se livrar de custos de TED, DOC, tarifa de manutenção de conta corrente, etc., pode-se abrir uma destas contas correntes operadas via internet ou caixa eletrônico sem pagar taxas, as famosas “icontas” (contas digitais). O banco Itáu tem este tipo de conta, assim como o Banco do Brasil, e não sei se todos grandes bancos também possuem. O Banco Sofisa tem esta modalidade de conta na internet, porém apenas para investimentos, o Sofisa Direto. Eu já usei/uso tanto os serviços gratuitos do Itaú, como do Sofisa e do Santander, também com interface na internet e nos caixas eletrônicos, cartão de crédito livre de taxas, contanto que gaste algum valor por mês, o Santander Free.

Para corretora de valores é a mesma coisa, buscar aquela de menor custo e maior benefício. Nada de ficar pagando por serviços que você nem usa. No Brasil se cobra caro demais para se rotear uma simples ordem de compra ou venda para a bolsa de valores, um absurdo, aliás, neste país vários serviços e produtos estão mais caros do que em muito outros lugares do mundo.

Recomenda-se fazer uma avaliação semestral ou anual dos serviços bancários e financeiros para pesquisar o melhor custo benefício para si próprio.

Leia também:

Como economizar com tarifas bancárias

T+;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *