5 dicas para você se adaptar à crise

5 dicas para você se adaptar à crise: Como sair da crise sem esperar nada do governo

A crise financeira no Brasil atingiu todas pessoas e ainda não tem-se expectivas de melhoras. Infelizmente, não é uma situação simples, não existe um toque mágico do governo que solucione as questões econômicas brasileiras de imediato.
Costuma-se dizer, inclusive, que o governo tem muito mais potencial para atrapalhar a vida das pessoas do que para melhorá-las.

Como você não quer esperar por um milagre, deve ir busca de soluções e sair atrás de alternativas. Com base neste pensamento, abaixo estão separadas 5 dicas para você, que está disposto a se adaptar e tentar sair da crise:

  1. Busque novas receitas
  2. A segunda dica para sair da crise ou se adaptar a ela é buscar novas receitas, novas fontes de renda. Se você tem algum talento ou habilidade específica, encontre alternativas para reforçar os seus ganhos no fim do mês. Comece, por exemplo, a produzir conteúdo para o site ou para as redes sociais da padaria ao lado da sua casa, para a farmácia da qual é cliente ou para aquele professor que você conhece e que também está precisando de divulgação para captar mais alunos. Ou seja, use a sua criatividade para produzir mais receita, mesmo que seja pequena. Como diz o ditado: é melhor pingar do que secar.

  3. Reduza os seus gastos
  4. O primeiro passo é um tanto óbvio e você pode até já estar fazendo: a redução total e profunda dos seus gastos. É necessário se atentar ao orçamento, fazer uma planilha e começar a estudar a quantia que você tem e quais são as suas despesas efetivas.

    Algumas coisas, inclusive, são passíveis de revisão imediata, como, por exemplo, aquele pacote de TV a cabo com milhares de canais e que você acaba assistindo sempre aos mesmos três. Tem gente, inclusive, que já abandonou este tipo de serviço e permaneceu apenas com a internet.

    Logo, é importantíssimo promover um corte assertivo, acentuado e muito sério em suas despesas. Uma dica extra é ter hábitos ecológicos. Isso faz com que você economize muito dinheiro com ações simples, como não deixar a luz acesa desnecessariamente, tomar banhos mais rápidos, escovar os dentes com a torneira fechada, entre outros.

  5. Seja criativo
  6. Esta dica é um pouco mais direcionada para os empreendedores: lance ideias ou produtos que caibam no bolso do seu cliente. Se você já tem algum negócio e a crise te pegou, oferecer novas possibilidades pode surpreender.
    Trabalhe com um preço bem reduzido nos seus produtos, mas, obviamente, sem comprometer a boa qualidade dos materiais. Dessa forma você pode fazer com que continue a “pingar sem secar”.

  7. Ouça os seus clientes
  8. Tire um tempo para ouvir as necessidades dos seus clientes e do mercado. Quando você está cortando gastos, gerando mais receitas, estabelecendo um networking correto e lançando produtos competitivos, tudo deve ser feito com um propósito.

    Você escuta o que os seus stakeholders têm a dizer, absorve, verifica o que pode ajudar no seu negócio, promove as adaptações necessárias e, em seguida, tenta, ao máximo, colocar tudo em prática. Assim, você se ajusta aos desafios atuais e consegue seguir em frente.

  9. Pratique o networking
  10. A dica é estreitar a sua rede de contatos. Neste momento de crise, as pessoas estão muito mais dispostas à cooperação. Porém, é importante que o processo de networking seja sempre um “ganha-ganha”. Precisa ser uma relação de simbiose, na qual eu te dou alguma coisa e você me dá algo em troca, e isso pode ou não envolver alguma quantia em dinheiro.

E você, o que pensa a respeito deste tema? Deixa a sua opinião.

Até mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *